APTA - Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios

Notícia

 

09/02/2018
Pesquisadora do IB irá compor comitê para eleger melhores trabalhos para erradicação da BVD na Europa
A pesquisadora do Instituto Biológico (IB-APTA), Edviges Maristela Pituco, é a única cientista de nacionalidade não europeia a integrar comissão para avaliar os trabalhos científicos submetidos ao BVD Zero Award, premiação internacional que distribuirá 15 mil euros para os dez melhores trabalhos que contribuirão para erradicar a Diarreia Viral Bovina (BVD) na Europa. Além de Pituco, o comitê é formado por pesquisadores da Alemanha, Itália, França, Inglaterra, Espanha e Noruega. O prêmio será entregue em uma cerimônia a ser realizada em novembro de 2018. O Instituto Biológico é referência brasileira em pesquisas com sanidade animal e vegetal. O Instituto é ligado á Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

 Pituco pesquisa a BVD há 25 anos, quando realizou o doutorado em Medicina Veterinária pela Escola Superior de Medicina Veterinária de Hannover, na Alemanha. De acordo com a pesquisadora, a BVD é uma virose que causa impacto econômico relacionado a redução na produção de leite, retardo no crescimento dos animais, maior susceptibilidade a outras doenças, aumento da mortalidade dos bovinos jovens e comprometimento da performance reprodutiva.

“O Brasil ainda não tem um programa oficial de erradicação da doença, como ocorre em muitos países na Europa. Apesar de alguns países europeus terem esses programas governamentais, a adesão ocorre, em muitos casos, de forma voluntária, daí a importância da premiação em divulgar o assunto e incentivar a adesão”, explica.

 O Laboratório de Viroses de Bovinos do IB realiza diagnóstico do BVD e orienta os veterinários e pecuaristas no assunto. Em 2017, o laboratório realizou dez mil análises, aproximadamente, para auxiliar no diagnóstico da doença para produtores de todo o País.

 “Participar deste comitê será muito importante, pois haverá um intercâmbio entre os pesquisadores e terei a oportunidade de conhecer profundamente os trabalhos científicos que estão sendo realizados para erradicar a doença. Isso, sem dúvida, auxiliará os trabalhos do IB e também os produtores e veterinários que têm contato com o Instituto”, afirma a pesquisadora.

 O BVD Zero Award tem o objetivo de encorajar as pesquisas com a doença, aumentar a conscientização sobre a virose e divulgar os cases científicos que tem gerado resultados importantes nos países.

Currículo

 Graduada em Medicina Veterinária pela Universidade Federal do Paraná (1982), mestre em Patologia Bovina pela USP (1988) e doutora em Medicina Veterinária pela Escola Superior de Medicina Veterinária de Hannover (1995), Pituco é pesquisador do IB desde 1985, com atuação em viroses de bovídeos, diagnóstico diferencial de doenças vesiculares e da reprodução, desenvolvimento e aprimoramento de técnicas diagnósticas moleculares e sorológicas, além de epidemiologia molecular, vigilância e monitoramento sanitário de animais de produção.

 A pesquisadora ministra disciplinas na Pós-Graduação do IB e é membro do Comitê Científico Consultivo em Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e da Comissão de Educação Sanitárias em Defesa Agropecuária.

 “Este convite mostra o reconhecimento das pesquisas e ações do Instituto Biológico pela comunidade científica mundial. O intercâmbio do conhecimento e a integração de nossos Institutos com instituições internacionais são recomendações do governador Geraldo Alckmin”, afirma Arnaldo Jardim, secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.


Por Fernanda Domiciano

Assessoria de Imprensa – APTA

(19) 2137-8933

|Voltar|